Na luta para escapar do rebaixamento, o Uberaba Sport enfrenta o Uberlândia neste sábado (20), no Parque do Sabiá, pela última rodada da primeira fase do Módulo II do Mineiro. Para se salvar sem depender de outros resultados, o Colorado precisa vencer.
 
Em 1984, o time alvirrubro viveu situação semelhante. Mas era para se manter na divisão de elite do Estadual. Na última rodada do returno, o USC receberia o rival alviverde no Uberabão, tendo que ganhar para continuar na Primeira. O final foi feliz: goleada de 3 x 0 e Zebu livre do descenso. Os gols foram de Elier, no primeiro tempo, e Aldeir e de novo Elier, na segunda etapa.
 
classico-1984-19-04-2019
De cabeça, Elier faz o terceiro: goleada
 
Na verdade, o Uberaba só asseguraria sua permanência na divisão principal depois de concluído o campeonato, quando o STJD sustentou que o clube somou dois pontos, e não um, do empate de 1 x 1 com o Democrata de Governador Valadares, no primeiro turno. O jogo em Valadares teve briga e invasão de campo e foi encerrado aos 32 minutos do segundo tempo. O TJD da Federação Mineira deu ao quadro vermelho a pontuação como vencedor da partida (vitória valia 2 pontos na época), o Democrata entrou com recurso, mas o STJD da CBF confirmou a decisão favorável ao Colorado.
 
Claro que o USC fez a parte dele na última rodada, ganhando o clássico, para se garantir na elite. O Zebu terminou com 20 pontos, em 12º lugar, uma posição acima da zona do decesso. Eram 14 equipes e desciam duas. Alfenense (20 pontos, em 13º nos critérios de desempate) e Caldense (19 pontos) foram os rebaixados.
 
Três do Triângulo
O Mineiro de 1984 contou com a presença dos três rivais do Triângulo: além de Uberaba Sport e Uberlândia, o Nacional de Uberaba também participou.
 
O UEC foi o mais bem colocado, com 25 pontos, em nono lugar. O Naça foi o 11º, com 21 pontos. A forma de disputa era de turno e returno e a classificação final conta as duas etapas. O Cruzeiro, aliás, faturou os dois turnos e foi campeão antecipado.
 
Era a época em que se jogava contra os grandes. Na campanha, o USC conseguiu um resultado expressivo ao empatar com o Cruzeiro, no Uberabão: 2 x 2. O Colorado chegou a fazer 2 x 0, com gols de Dé e Aldeir, mas a Raposa igualou com Tostão e Geraldão.
 
Nos clássicos, o Uberaba perdeu na estreia para o Uberlândia (2 x 0) e depois, em casa, goleou por 3 x 0 no jogo em que se safou do descenso. Contra o Naça, foi derrotado no turno (1 x 0) e venceu no returno (também 1 x 0, no Uberabão, gol de Gilmar, de falta, numa falha do goleiro Eudes).
 
O Nacional também teve bons momentos na jornada. Em casa, empatou em 0 x 0 com Atlético (no turno) e Cruzeiro (no returno). No segundo embate com o Galo, no returno, o Elefante ganhou por 1 x 0 em pleno Mineirão, gol de Givaldo no fim do primeiro tempo.
 
Nos clássicos, o Alvinegro da Rodovia venceu um e perdeu um contra o USC. No turno, triunfo no JK, com gol de Enéas, conquistando a primeira vitória e o suado primeiro gol na competição, já na sétima rodada. Contra o UEC, melhor pro Periquito, que empatou em 0 x 0 fora e ganhou de 2 x 1 em casa.
 
E para fechar lembrando de bons resultados do Uberlândia, o Verdão, em casa, empatou com o Atlético (1 x 1) e aplicou 3 x 0 no Cruzeiro, com gols de Vivinho, Sérgio Ramos e Geraldo Touro. Em compensação, levou 6 x 0 do Galo no returno.
 
Ficam as recordações de bons tempos do futebol da região.
 
Foto: Arquivo Lavoura e Comércio

Parceiros 

anuncie boxe

unimed-uberaba

dda

shouri

sancelo

alancarlos

golerefrigerantes

Scroll to top