15-06-primeirotime
Umas das primeiras fotos de uma equipe do Uberaba Sport Club
 
O primeiro jogo oficial de que se têm notícia em terras de Uberaba foi realizado em 25 de abril de 1909, em um campo aos fundos do ginásio do Colégio Marista Diocesano, recém-adquirido junto à Câmara Municipal de Uberaba. As equipes eram formadas por estudantes do colégio e agregados.
 
Nos anos que se correram, surgiram diversos clubes de futebol na cidade, formados/fundados por moradores de bairros, estudantes, operários e entusiastas, ou quem lá quisesse se atrever. Em maio de 1911, durante a Exposição Agropecuária, foi realizada a primeira partida intermunicipal de um time de Uberaba, que enfrentaria uma equipe de Araguari. O representante uberabense foi o Diocesano Futebol Clube (um misto dos jogadores que fizeram em 1909 a primeira partida), que bateu a equipe araguarina por 2 a 0, aos olhares de um público enorme. Naquela noite, viu-se pela primeira vez na cidade, jovens saírem às ruas entoando cantos relacionados à partida. O futebol já era incontestavelmente uma realidade em Uberaba. Jornais comentavam as partidas, que passaram a ser realizadas com frequência. Devido ao amadorismo da época, quem tivesse uma bola ou dinheiro, poderia fundar um clube de futebol. Ao final da década, existem mais de 50 times amadores de futebol. Entre eles, o Uberaba Sport Club.
 
Antes disso, o Rio Branco Futebol Clube foi fundado pelos irmãos Olavo e Durval Junqueira Machado com um objetivo principal: vencer o Diocesano FC, time formado por estudantes, sem diretoria, que reinava nos campos uberabenses. O União Esporte Clube, foi fundado por sócios do recém-fechado Ipiranga Futebol Clube. Logo nos primeiros meses, o clube já pôde desfrutar de certa fama local e até fora da cidade, como quando venceu por 1 a 0 o Conquista Atlético Clube, na casa do adversário. O mesmo time de Conquista, retribuindo a visita do União, veio à Uberaba no dia 24 de junho de 1917. Porém, vários jogadores do plantel do União não podiam atuar naquela data e desmarcar a partida seria um vexame. O União solicitou, então, jogadores do Rio Branco. O combinado bateu os conquistenses, novamente por 1 a 0, com gol de Durval Junqueira Machado, um dos atletas “emprestados”. A partida, realizada no campo do Diocesano, contou com bom público e mudaria os rumos do futebol local.
 
Ao fim da partida, vários torcedores, jogadores e adeptos, lastimaram o fato da cidade não ter um representante no futebol à altura do desenvolvimento de Uberaba, como várias cidades de Minas Gerais e São Paulo. Esse burburinho fez com que alguns nomes se unissem por esse ideal. Assim, Fernando Von Krüger, Francisco Gama, Olavo Junqueira Machado, entre outros, convocaram uma reunião para o dia 15 de julho, publicada no jornal Lavoura e Comércio, onde seria fundado um novo clube de futebol. Na data marcada, os presentes decidiram por unanimidade que o novo clube se chamaria Uberaba Sport Club (o outro nome a ser votado era o de Brasil Sport Club). A primeira diretoria foi composta por Cantidiano de Almeida (presidente), Carlos de Carvalho (secretário), Fernando Von Krüger (tesoureiro), José Macário dos Santos (procurador), Antônio Fonseca (diretor esportivo), Olavo Junqueira Machado (capitão geral), e, compondo o conselho deliberativo, Domingos Paraíso, Arquimedes da Cunha Campos, Silvino Pacheco de Araújo, Ricardo Fonseca, Tancredo Martins, Raul Terra, Artur Machado Júnior e Ranulfo Alves. As cores do novo clube seriam as cores do União, vermelho e branco. Tão logo terminou a reunião, membros da diretoria e entusiastas do projeto já foram para as ruas pedir ajuda e angariar fundos para o time recém-criado.
 
Em pouco tempo, conseguiu-se juntar certa quantia, tanto de doações, quanto de uma quermesse realizada em prol do clube. O dinheiro arrecadado foi usado para customizar os primeiros uniformes e nivelar o terreno onde o clube havia levantado seu pavilhão. Com uniformes e campo, a diretoria passou a montar o escrete. A maioria dos jogadores provia dos extintos Rio Branco e União, embriões do USC, como os irmãos Waldemar (um bom defensor), Olavo (capitão e cérebro do time) e Durval (ponta esquerda que dois anos depois iria defender o Flamengo do Rio de Janeiro).
 
Com tudo pronto, no dia 25 de dezembro do mesmo ano, foi realizada a primeira partida do Uberaba Sport Club. O jogo, contra o Americano de Araguary (com y, respeitando grafia da época), terminou com vitória de 3 x 0 do USC (pesquisas recentes apontam que o placar poderia ter sido 3 x 1) e foi descrito pelo cronista esportivo Fernando Terra no saudoso Lavoura e Comércio: “Com um grande match de foot-ball, o USC inaugura no dia de Natal, a sua esplêndida praça de esportes (nos terrenos da Santa Casa de Misericórdia). Os foot-ballers de Araguary acederam em jogar com o primeiro team do clube local. A novel associação inicia assim suas lutas esportivas, com um renhido embate inter-municipal. O Dr. Tancredo Martins, em palavras de vibrante entusiasmo, em nome da diretoria do clube, fez entrega da belíssima taça, oferecida pela artista ‘La Maruxa’ à equipe vencedora. Conquistou assim o Uberaba Sport os seus primeiros louros. O juiz da partida foi o ‘referee’ Ricardo Fonseca, que juntamente com os bandeirinhas, estavam de paletó e gravata, impondo mais respeito”.
 
O Uberaba jogou com Aladino, Gama e Macário; Waldemar Junqueira, Satyro de Oliveira e Antonio; Targino, Aristides Cunha Campos, Olavo Junqueira, José Ribeiro e Mário Junqueira. O adversário contou com Ernesto, Pinho e Machado; Aristides, Celso e Dante; Djalma, Luiz, Jeovah, Mário e Alderico. “O ‘placard’ foi um triunfo sensacional do USC por 3 a 0, com gols de Aristides Cunha Campos, José Ribeiro e Targino”, continua o texto.
 
O segundo tempo dessa partida foi realizado debaixo de uma tempestade colossal e, devido a ventania, as arquibancadas balançaram com violência. O público, assustado, terminou de ver a partida de pé. Caso um desastre tivesse ocorrido, poderia ser o fim do USC.

Parceiros 

dinheiroja

anuncie boxe

dda

perfetto

sancelo

tanaarea

corintiano

Scroll to top